fbpx
Destaque, Saúde

Colesterol alto aumenta o risco de AVC e infarto

colesterol-alto-aumenta-o-risco-de-avc-e-infarto

>> O problema causa prejuízos para o coração e os danos podem ser irreversíveis.

Em nosso país, cerca de 350 mil pessoas vem a óbito todos os anos em consequência de doenças cardiovasculares, o que equivale a uma morte a cada dois minutos. Os fatores de risco para o surgimento dessas doenças são vários, e um dos principais é o excesso de colesterol ruim no sangue.

De acordo com a cardiologista, Kátia Vasconcellos na maior parte dos casos os sintomas de colesterol alto, de maneira geral, quase não são identificados, só sendo possível verificar o problema através do exame de sangue. Porém, o excesso de colesterol ruim (o LDL) pode levar a obstrução de artérias, inclusive da carótida, que são artérias que levam fluxo sanguíneo para o cérebro, podendo ocasionar Acidente Vascular Cerebral (AVC).

Em níveis adequados o colesterol é fundamental para o organismo. Afinal ele é responsável por nutrir e levar oxigênio para as células, mas em níveis elevados, o LDL ele pode causar prejuízos irreversíveis.

“Existem as taxas de colesterol que são formadoras de placas de gordura nas artérias, entre elas temos o LDL colesterol, o não HDL e o triglicerídeos, eles  podem lesionar a parede da artérias levando a obstrução delas, e diminuindo fluxo sanguíneo para o coração e outros órgãos, essa diminuição pode levar a infarto e AVC, por exemplo”, disse a médica.

As principais causas que fazem com que um indivíduo apresente excesso de colesterol ruim (LDL) são: histórico familiar; obesidade; vida sedentária; diabetes descompensada; alimentação rica em doces e gorduras ruins; consumo excessivo de álcool e tabagismo.

“Para identificar o problema é importante que um médico solicite um exame de sangue simples. O quanto antes o problema é identificado, maiores são as chances do retorno para níveis aceitáveis. Alguns casos, principalmente os genéticos, é necessária a ingesta de medicamento além da dieta e exercícios”, orientou Kátia.

A médica disse também que os níveis adequados de LDL, preconizados pela Organização Mundial de Saúde (OMS) é o que fica abaixo de 130 mg/dl. E disse também que quanto menos esse número, melhor. E alertou que pessoas maras também podem sofrer com o problema, principalmente quando existem casos na família.

Doenças que podem surgir com o colesterol alto:

Ataque cardíaco ou infarto agudo do miocárdio: ocorre quando o sangue é bloqueado e não consegue chegar ao coração. Sem sangue, o tecido perde oxigênio e morre. É, sem dúvida, uma das consequências mais graves da obstrução dos vasos sanguíneos.

Acidente Vascular Cerebral (AVC): Estar com os níveis de colesterol elevados pode ser um fator de risco para que a pessoa tenha uma AVC. Logo, o Acidente acontece quando o suprimento de sangue que vai para o cérebro é interrompido ou reduzido de forma drástica. Isso faz com que as células fiquem sem oxigênio e nutrientes. Estes são alguns dos sintomas que podem anteceder um AVC: fraqueza de um lado do corpo, perda de visão, dificuldade para falar e alterações motoras.

Risco aumentado

No Brasil cerca de 350 mil pessoas vem a óbito todos os anos em consequência de doenças cardiovasculares, o que equivale a uma morte a cada dois minutos. Os fatores de risco para o surgimento dessas doenças são vários, e um dos principais é o excesso de colesterol ruim no sangue. De acordo com a cardiologista, Kátia Vasconcellos na maior parte dos casos os sintomas de colesterol alto, de maneira geral, quase não são identificados, só sendo possível verificar o problema através do exame de sangue. Porém, o excesso de colesterol ruim (o LDL) pode levar a obstrução de artérias, inclusive da carótida, que são artérias que levam fluxo sanguíneo para o cérebro, podendo ocasionar Acidente Vascular Cerebral (AVC).

Doenças que podem surgir com o colesterol alto:

Ataque cardíaco ou infarto agudo do miocárdio: ocorre quando o sangue é bloqueado e não consegue chegar ao coração. Sem sangue, o tecido perde oxigênio e morre. É, sem dúvida, uma das consequências mais graves da obstrução dos vasos sanguíneos.

Acidente Vascular Cerebral (AVC): Estar com os níveis de colesterol elevados pode ser um fator de risco para que a pessoa tenha uma AVC. Logo, o Acidente acontece quando o suprimento de sangue que vai para o cérebro é interrompido ou reduzido de forma drástica. Isso faz com que as células fiquem sem oxigênio e nutrientes. Estes são alguns dos sintomas que podem anteceder um AVC: fraqueza de um lado do corpo, perda de visão, dificuldade para falar e alterações motoras.

Comentários

0 Comentários
Compartilhe

Karoline Fabroni

Gostou do artigo? Deixe aqui seu comentário.

%d blogueiros gostam disto: