fbpx
Beleza e Estética, Destaque, Saúde

Alergia a tatuagens definitivas podem aparecer mesmo após anos

alergia-a-tatuagens-definitivas-podem-aparecer-mesmo-apos-anos

>> Os casos podem ser tratados com medicações, mas em alguns quadros, pode ser necessária até mesmo a remoção da tatuagem com laser e até cirurgia.

Você já deve ter escutado alguém comentar que teve alergia a algo que antes nunca havia apresentado problema, certo? As reações alérgicas nem sempre ocorrem na primeira vez que você se expõe a determinado alimento ou produto, elas aparecem e não avisam quando! Elas podem ser desenvolvidas a qualquer momento: imediatamente, semanas ou até mesmo décadas depois.

De acordo com a alergista, Karla Delevedove, o causador da alergia nos casos das tatuagens definitivas estão associados ao pigmento utilizado para imprimi-la na pele. Por exemplo, se você teve 3 ou 4 tatuagens sem problemas, você poderá ter uma reação alérgica à tinta na próxima vez que você fizer uma tatuagem, ou até na primeira tatuagem mesmo. Isso se explica pelo mecanismo dessa alergia ser uma reação tardia do tipo dermatite de contato.

“Os pigmentos da tatuagem podem causar a dermatite de contato e a dermatite fotoalérgica, principalmente pelo pigmento vermelho, que contém mercúrio (cinábrio). Os pigmentos são compostos tanto de sais e metais inorgânicos, como o mercúrio (vermelho), o cromo (verde), o manganês (lilás), o cobalto (azul), o cádmio (amarelo), o hidrato de ferro (ocre), quanto por preparações orgânicas, como o sândalo e o pau-brasil (vermelhos), e em todos eles estamos sujeitos a reações alérgicas”, disse a médica.

As duas reações de hipersensibilidade mais comuns aos pigmentos de tatuagem são dermatite de contato alérgica e dermatite fotoalérgica. A reação geralmente aparece como uma área vermelha inflamada e que às vezes pode descamar.

É importante mencionar que as reações de hipersensibilidade aos pigmentos utilizados para fazer tatuagens pretas, azuis, roxas e verdes são muito menos comuns, mas também existem.

A médica alertou sobre as pessoas que sofrem com dermatite atópica, pois as chances de desenvolver quadros de alergia a tatuagem são ainda mais possíveis, pois estes pacientes já apresentam alterações na proteção da pele.

Para identificar uma possível alergia à tatuagem, Karla disse que você deve estar atento ao início de alguns sintomas como vermelhidão, edema, coceira, “bolinhas” e descamação no local da tatuagem. O desenho tende a ficar danificado, desproporcional, falhado ou em alto-relevo.

“Identificando os sintomas é importante procurar imediatamente por um alergista, pois o tratamento deve ser iniciado. Geralmente, são indicados antialérgicos orais, cremes com corticoides e hidratação. Em alguns casos, será necessária a remoção da tatuagem com laser ou até cirurgia”, alertou ela.

Quanto mais coloridas e profundas forem as tatuagens, mais difícil será removê-las. Caso seja um desejo seu, e queira fazer uma tatuagem, é importante verificar se as tintas utilizadas são atóxicas e aprovadas pela Anvisa, isso minimiza possíveis problemas.

Comentários

0 Comentários
Compartilhe

Karoline Fabroni

Gostou do artigo? Deixe aqui seu comentário.

%d blogueiros gostam disto: